Home Cultura Detalhes da imigração italiana são revelados em livro

Em sua terceira obra sobre o tema, Sandra Gasparini traz relatos de famílias de Santa Teresa e cerca de 900 fotografias. O livro tem 484 páginas com relatos  históricos e poemas.

 

1002492_10200639164979093_8663051921679054620_nDisposta a resgatar parte da memória da colonização no Espírito Santo, a escritora Sandra Gasparini fez muitas pesquisas, percorreu propriedades, ouviu relatos de famílias e reuniu fotografias que recontam a chegada dos primeiros italianos ao Estado.Todo esse trabalho está distribuído nas 484 páginas do livro “Santa Teresa do Espírito Santo – História e Memória”, que ela lançou no dia 23 de junho, no Museu Mello Leitão, no município que dá título à publicação. Também houve um lançamento no dia 18 na Biblioteca Pública Estadual, em Vitória. O livro é o terceiro da autora sobre o tema e, somado aos dois primeiros – “Santa Teresa Viagem no Tempo – de 1873 a 2008” e “Santa Teresa Viagem no Tempo – de 1873 a 2009”, lançados em 2008 e 2009, respectivamente – revela 90% dessa história,  garante.“É um relato de como vieram essas famílias. Pesquisei documentos, ouvi muitas histórias no interior. Depois dos dois primeiros livros, aprofundei muito a pesquisa para chegar a este, que servirá para consultas de estudantes na universidade e ajudará na preservação dessa cultura”, ressaltou a escritora. Sandra acrescentou que a história é entremeada por 30 poemas relacionados à temática, além de ser bastante ilustrada. Para se ter  ideia, são cerca de 900 fotografias, entre imagens coloridas e em preto e branco, que ilustram a trajetória das famílias que construíram e povoaram Santa Teresa. A escritora é natural de Santa Teresa e contou que sempre foi apaixonada por pesquisar a história dos primeiros italianos que chegaram ao município. “Sempre fui curiosa e me interessei pelos relatos das pessoas. Ficava ouvindo e fui guardando essas memórias. No primeiro livro, comecei contando a história da minha família, e então decidi ampliar os estudos”, contou ela. Os dois primeiros livros, inclusive, renderam premiações à autora na Itália, devido à relevância de suas pesquisas. A nova publicação, por exemplo, traz uma relação de 50 páginas com nomes e sobrenomes de imigrantes italianos que desembarcaram no Espírito Santo.“Não são apenas nomes deles, mas também o navio em que chegaram, o mês, ano, idade dos imigrantes, de acordo com informações do Arquivo Público do Espírito Santo”, revelou.

201365_179447288770305_5207274_o

“Sempre fui curiosa e me interessei pelos relatos das pessoas.

Ficava ouvindo e fui guardando essas memórias”

Sandra Gasparini, escritora

=)